Especialistas ensinam como manter o carro limpo e protegido da maresia

Confira dicas para lavar seu carro em casa e aproveite cada passeio sem se preocupar demais com a sujeira

Geral
9653190

Todos a postos para aproveitar o menor sinal de dias quentes junto ao mar, com a brisa fresca, o bronzeador em mãos e a família ou os amigos por perto. Mas para o seu carro, a diversão tem um custo chamado sujeira. Areia, sungas e biquínis molhados, maresia. Para ajudar a manter limpinho e bem conservado aquele que lhe leva à praia, o Pense Carros consultou especialistas e apresenta aqui as dicas de como lavar o possante em casa.





















Maresia
Manter o veículo sempre limpo e encerado é a primeira sugestão para proteger o carro contra a maresia, segundo Igor Baioneta Costa, proprietário da Motors Wash, em Florianópolis.


Deixar a porta da garagem bem fechada, e usar capa para cobrir todo o veículo são atitudes que também ajudam na proteção contra o ar marítimo, acrescenta Costa.


Água, sabão e esponja
Segundo Renata Lisch, proprietária da lavagem Jet Point, em Porto Alegre, o ideal é passar a mangueira por cima do veículo e depois, com esponja e balde, esfregá-lo. A esponja, preferencialmente, deve ser uma especial para lavar carros, pois possui sulcos maiores, o que impede que retenha partículas que poderiam arranhar a lataria, explica Costa. Na falta da esponja automotiva, Renata diz que um pedaço de colchão velho ou uma flanela, macios, também valem.


Dicas de como lavar o carro em casa - Especialistas ensinam como manter o veículo protegido da maresia, além de limpo e brilhoso























No balde, a água é misturada com xampu automotivo. A lavagem é feita sempre à sombra. O que não vale é só passar água com a mangueira, diz Márcia Maria dos Santos, proprietária da Lava Car Vieira, na capital catarinense. Ela acrescenta que mesmo a lavagem manual com espoja não tira a areia que fica sobre a pintura, e que na hora de passar a cera, corre-se o risco de algum grão remanescente acabar arranhando a lataria.


A sugestão da proprietária da lavagem é usar uma máquina de jato pressurizado, usando esponja e xampu automotivos para lavar o carro. Costa aconselha que se mantenha distância de meio metro entre o jato e a lataria, para evitar “desplacamento” da tinta.


Cera
Existem ceras líquidas e ou em pasta, que devem ser passadas a mão, de modo uniforme, segundo Renata. Ela lembra que quando o para-choque é preto (e não na cor do carro), não se deve usar cera, e sim gel silicone, o mesmo usado no painel caso o proprietário queira. Marcia, da empresa catarinense, acrescenta que, embora mais caras, as ceras em pasta são melhores que as líquidas, além de mais eficazes. Costa concorda, e completa que se dê preferência às com nível zero de abrasivos.


A aplicação é feita à sombra, com pequenas quantidades do produto e em movimentos lineares (horizontais), preferencialmente por partes: passa-se na porta toda, e depois se tira, antes de prosseguir ao capô, por exemplo. “Se passar a cera no carro todo antes, depois pode ficar manchado”, diz Márcia. É preciso “lustrar” a caranga após encerá-la. Costa sugere usar uma t…